Desporto

Estádio de Leiria vira de talismã a pesadelo para o Lourosa

 | 
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest

Campeão nacional de 1972/73 o Estádio Municipal de Leiria, o Lourosa não teve, desta feita, a arte e o engenho de então para se manter na luta pela subida à II Liga.

O União de Leiria jogou em transições rápidas para o ataque e Ernest dispôs de boa ocasião para marcar. Depois deste início prometedor, o jogo passou por uma fase de equilíbrio e a emoção só surgiu no fim da etapa inicial. Em três pontapés de canto, os lusitanistas dispuseram de duas excelentes ocasiões de golo.

Na etapa complementar os lusitanistas voltaram a entrar de rompante e assim criaram mais perigo junto da baliza dos Leirienses. Mas, aos 73 minutos de jogo surgiu o momento chave do jogo, o golo do U. Leiria, e os Lusitanistas tinham uma tarefa bastante complicada pela frente.

Os Lusitanistas ainda tentaram até ao fim por outro resultado, mas sem conseguir flagrantes ocasiões de golo.

Leia mais na edição impressa do Jornal N.