Desporto

Columbófila Nogueirense já tem 67 anos

 | 
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest

A columbofilia é a prática da criação, selecção e cultivo de pombos – correio para competição. Na altura de encerramento da campanha desportiva 2018 falámos com Custódio Sá, responsável pelo Grupo Columbófilo de Nogueira da Regedoura e com Alexandre Loureiro, campeão 2018 nogueirense, que nos revelaram os segredos por detrás deste desporto voador.

Em Nogueira da Regedoura o desporto é praticado desde 1951 sempre em prol do atleta de alta competição, o pombo. “A columbofilia é um desporto nobre em que a pessoa é o próprio treinador. Neste desporto sentimos o prazer do atleta, que é o pombo correio, de o treinar e de o ver chegar, novamente, a sua casa. Nós somos o treinador do próprio atleta e é isso que distingue este desporto dos outros”, garante Custódio Sá, responsável pelo Grupo Columbófilo de Nogueira da Regedoura.
No inicio da época todos os concorrentes têm de inscrever a sua equipa (no máximo 25 pombos em Portugal e 15 em Espanha). Os concursos, esses, começam no inicio de Fevereiro e prolongam-se até ao final de Junho.
“Atualmente Portugal deve ser dos países que mais columbófilos deve ter na Europa e, tirando o futebol, é o desporto que tem mais praticantes. Os pombos correio têm que ser cuidados como um humano, têm de levar vitaminas pois são considerados atletas de alta competição, afirma Custódio, que reuniu, no passado sábado, dia 8 de Setembro, cerca de cem pessoas no restaurante Salgueirinhos para o jantar de encerramento da campanha desportiva 2018.
O vencedor deste ano chama-se Alexandre Loureiro mas as mulheres também já têm um papel importante neste desporto.

Leia mais na versão impressa do Jornal N