Local

Bloco aponta como “possível e desejável” a eleição de dois deputados por Aveiro

 | 

Que balanço faz da atual legislatura?

Moisés Ferreira: O Bloco de Esquerda, depois das eleições de 2015, teve um reforço significativo nos seus votos tendo conseguido um grupo parlamentar de 19 deputados e foi decisivo para o que aconteceu. O facto de termos conseguido retirar o PSD e o CDS-PP do poder, e, com isso, evitar um Governo que continuaria a aprofundar o corte nas pensões, o corte nos salários e a aprofundar a austeridade – foi positivo. O balanço destes últimos quatro anos de legislatura é positivo. O Partido Socialista não ficou sozinho a aplicar o seu programa, não teve maioria absoluta e, por isso, dependeu do Bloco de Esquerda e do PCP para conseguir formar Governo – foi toda esta conjuntura que permitiu avanços no país.

Face às eleições legislativas de 2015, o Bloco de Esquerda (BE) conseguiu alcançar um aumento do número de votos. É um objetivo do Bloco conseguir o segundo deputado pelo círculo eleitoral de Aveiro ou até mais do que isso?

Sim, consideramos que é possível e desejável a eleição de dois deputados e, dessa forma, duplicar a nossa representação. Em 2015, foi por 117 votos que não elegemos o segundo deputado no distrito de Aveiro; agora considero que é possível, pois as pessoas reconhecem o nosso trabalho, sabem o quão importante é o BE para garantir o aumento das pensões, o aumento dos salários, etc. Claro que sabem também que se dobrarmos a nossa representação no distrito, podemos fazer isto com muito mais força, afinco e concretização.

O BE pretende aumentar o salário mínimo nacional até 2023. Qual é o valor que gostariam de ver alcançado?

O que nós pretendemos é que o salário mínimo, até ao final da próxima legislatura, fique perto dos 800€. Queremos, em 2020, que avance já para os 650€. Depois, queremos que evolua sempre, pelo menos, 5% por ano. Nestes últimos quatro anos, conseguimos valorizar o salário mínimo em cerca de 20%. Isto mostra que, hoje, as pessoas vivem melhor, com mais rendimentos, embora ainda sejam salários muito baixos.