Concelho

17 Crianças “de Primeira”

 | 
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest

Alice, Ana, Angélica, Daniela, Juliana, Kelly, Lucas, Maria, Mariana, Marley, Matilde, Pedro, Rúben, Sofia, Solange, Sofia Santos e Teresa são as 17 crianças que, durante este ano letivo, darão novamente “luz” à Escola E B 1 de Badoucos, uma escola primária pertencente à União de freguesias de S. Miguel de Souto e Mosteirô que esteve encerrada no passado ano letivo e que, em 2018/2019, voltou a reabrir. O Jornal N esteve à conversa com alguns dos responsáveis pela reabertura e descobriu o que foi necessário fazer para que Badoucos estivesse, novamente, ao dispor das crianças.

Chegámos ao contacto com Cláudia Santos através do facebook. Esta plataforma digital que, à partida, parece ser dispensável para alguns foi, no caso de Badoucos, essencial para que esta reabrisse.
O grupo designado “Uma turma para a escola de Badoucos” colocou em contacto todos quantos queriam que a escola reabrisse depois de, no passado ano letivo (2017/2018) ter estado encerrada por falta de alunos.
Cláudia Santos andou em Badoucos. Dá a cara pela reabertura da escola porque espera que, o seu filho, agora com três anos, venha a integrá-la. Pedro Santos e Ana Cláudia Carvalho são dois encarregados de educação. Todos destacam, prontamente, a importância do edifício para as crianças locais.
“É uma escola muito interessante com uma estrutura completamente funcional e dotada de muitos equipamentos como, por exemplo, o espaço exterior que é muito favorável relativamente à maior parte do que existe aqui à volta e portanto era uma pena estarmos a alienar esse tipo de património”, afirma Cláudia.

Leia mais na versão impresa do Jornal N