Concelho

Centenário Manuel Cardoso festeja aniversário em São João de Ver

 | 

No passado domingo, dia 29 de Setembro, celebraram-se, em São João de Ver, 100 anos de vida, à mesa. Manuel António Cardoso, natural de Santa Maria de Lamas mas residente na freguesia malapeira desde os seus 20, juntou à mesa do restaurante Tomás uma centena de amigos, entre os quais o Presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, Emídio Sousa, o presidente da Assembleia Municipal de Santa Maria da Feira, Amadeu Albergaria, e ainda o presidente da Junta de Freguesia de São João de Ver, Nuno Albergaria. Foi num ambiente animado e em convívio próximo com aqueles que lhe são mais queridos, que o ex- corticeiro  celebrou a chegada ao século de vida e, como não poderia deixar de ser, contou com o apoio e com o carinho dos filhos.

Manuel Cardoso nasceu no seio de quatro irmãos. Frequentou a escola, mas aos 11 anos viu-se obrigado a trabalhar, e partiu com destino a Paços de Brandão, para operar no sector da cortiça. “Sempre fui corticeiro. A minha profissão agora nem existe… fazia as rolhas, que vinham naqueles quadros. Passava-se os chamados ‘traços’ por uma máquina, espaldava, cortava tudo certinho, de golpe de vista… era o ato de maior ciência que existia na cortiça. Depois disso, tive também um negócio de rolhas, para ajudar alguns filhos na vida. Ganhei um dinheirinho bom, a casa Amorim sempre confiou em mim e sempre fomos amigos” – afirma o aniversariante. Casou novo, aos 20 anos, altura em que se mudou para o Lugar da Fonte Seca, em São João de Ver. Teve, também, uma passagem pelo mundo do futebol: primeiro ostentou o emblema brandoense, e depois rumou para Lourosa, onde concretizou 3 épocas. “Jogava a defesa direito. Ninguém passava por mim! Logo que fosse fora da grande área, para não fazer penalti… mas fazia a vida negra ao adversário. Até estive para ir treinar ao FC Porto quando fui jogar para o Paços de Brandão. Mas depois parti uma perna, também casei… e as coisas acabaram por ficar por trás” – conta.