Concelho

Infracções ao trânsito: como se comportam os condutores feirenses?

 | 
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest

“Segurança Rodoviária” é um tema recorrente, entendido como um conjunto de métodos ou medidas que reduzam o risco de acidentes ou acções impróprias na estrada. Dentro deste campo, o Jornal N quis conhecer a realidade do Concelho, através de números e de agentes de fiscalização do território, traçando um perfil da realidade rodoviária feirense e dos condutores que, todos os dias, cá se deslocam.

 

Luís Sousa, Tenente da Guarda Nacional Republicana de Santa Maria da Feira, está inserido na realidade do concelho há três anos. “Santa Maria da Feira é um concelho bastante populoso, próximo da Área Metropolitana do Porto e de outros pontos de interesse, como São João da Madeira. Tudo isto leva a que registemos um comportamento bastante diversificado entre os condutores: temos condutores que cumprem as regras à risca, mas a verdade é que também temos outros que não se portam tão bem, e isso acaba por ter um impacto significativo no número de acidentes registados” – afirma o oficial. A localização acaba por se revelar um factor chave e um elemento a ter em conta nas acções de patrulha. “Estando num Concelho que se situa perto de outros grandes polos, como Porto e Gaia, isso também poderá ter alguma influência no comportamento verificado nas estradas, nomeadamente nas horas de saída e de entrada no trabalho, nas horas de ponta, onde normalmente acontecem grande parte dos acidentes. Temos pessoas que porventura acabam por sair para o trabalho já atrasadas, e isso aliado ao stresse poderá ser um factor causador de um comportamento menos positivo, por exemplo”- considera o oficial.

 

Leia mais na edição em papel do Jornal N