Concelho

Fórum Sénior promove encontro centrado nos Afectos na 3ª Idade

 | 

Trazer as pessoas idosas para o centro da discussão, perceber aquilo que as move, e os desafios que o futuro traz, no seu tratamento. Foi este o mote da iniciativa promovida pelo Fórum Sénior de Santa Maria da Feira, “Afectos precisam-se. Idade Maior…que presente? Que futuro?”, na passada sexta-feira, na Biblioteca Municipal, que visa impulsionar uma mudança de paradigma no que à visão sobre a pessoa idosa diz respeito. O debate contou com a moderação de Alexandra Serra, sendo que a mesa foi composta pelo Vereador da Protecção Civil da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, Vítor Marques, o coordenador do Fórum Sénior, Horácio Sá, e pela Dra. Constança Paúl, um dos rostos mais conceituados da área.

Na sessão que visava a apresentação das conclusões obtidas junto de cerca de seis mil crianças do ensino básico feirense, foi Vítor Marques quem teve a primeira palavra, realçando o trabalho que já vem sendo realizado pelo Município “há décadas” nesta matéria. “É uma honra estar na presença de pessoas tão sensíveis à temática dos afectos. A Câmara Municipal tem desenvolvido um trabalho notável nesta área, e os resultados têm sido alcançados.(…) É necessária a valorização do idoso como detentor de um capital de conhecimento. (…) Este projecto tem sido um sucesso, e já há municípios de países vizinhos interessados em assumir e levar a ideia em diante. A vida de todos nós e daqueles que nos rodeiam deve ser sempre feita de afectos” – afirmou o Vereador da Protecção Civil da Câmara Municipal. O Fórum Sénior concluiu, depois de uma auscultação aos parceiros sociais, que a violência sobre a pessoa idosa mantém uma prevalência ainda muito elevada na comunidade e que as estratégias de intervenção não estão a ter a eficiência necessária. Nesse sentido, desenhou um projeto de intervenção dividido em três dimensões: a prevenção, a capacitação do Ser Humano e a mudança de paradigma na sociedade.

 

Leia mais na edição impressa do Jornal N.