Concelho

Hospital de São Sebastião comemora o 20º aniversário

 | 
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest

O Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga (CHEDV) comemorou os seus 20 anos de existência com uma celebração que envolveu diversas entidades – entre elas a Secretária de Estado da Saúde, Raquel Duarte; o presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, Emídio Sousa, o presidente do Conselho de Administração, Miguel Paiva, o Bispo do Porto, D. Manuel Linda, e os vários elementos da direção e do corpo técnico que compõe esta instalação de saúde hospitalar – que congratularam o trabalho que até aqui tem vindo a ser desenvolvido. Realizou-se também a revelação dos ‘presentes’ que o Hospital disponibiliza aos seus utentes como um novo veículo, um novo espaço e um novo serviço.

A cerimónia teve início na pequena capela no interior do Hospital S. Sebastião, presidida pelo Bispo do Porto, D. Manuel Linda, por volta das 11h00. Em diálogo, o bispo do Porto ressalvou a importância da função que o Hospital representa ao longo destes 20 anos e espera que esta comemoração seja um patamar alcançado para muitos mais anos de serviço exemplar. D. Manuel Linda deixa um lema que espera que seja adotado, não só pelos técnicos de saúde, mas por todas as pessoas que trabalham e frequentam este centro hospitalar: “Mais coração nas nossas mãos. Se conseguirmos colocar um pouco mais de afetividade realizamos aquilo que, ao fim e ao cabo, (…) é a nossa missão.” Refere que esta mesma missão não se trata só de ordem física, mas também de cariz humano e que a religião assume o seu papel para a promoção do bem-estar global. Congratula toda a equipa pelo bom serviço do centro hospitalar e mostra o seu contamento sobre a realização da cerimónia: “Eu sabia que este Hospital tinha muita qualidade. (…) Mas vejo que também há uma outra dimensão que é de assinalar que é a musical”. Envolto num bom ambiente e de risadas, o bispo termina a sua intervenção e prosseguiu à visita dos utentes em situações delicadas nos cuidados especializados da instituição.

 

Leia mais na edição impressa do Jornal N.