Concelho

Iogurteira ecológica é a nova aposta da incubadora da Corticeira Amorim

 | 
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest

A incubadora da Corticeira Amorim lançou na última semana a comercialização plena da iogurteira ecológica da start-up PrimaLynx, que, à base de cortiça e tecido de algodão, permitirá poupar até 2.000 embalagens de iogurte anuais num agregado de quatro pessoas.
Depois das chinelas Asportuguesas, dos tapetes Sugo Cork Rugs e dos equipamentos de refrigeração comercial Grõwancork, a YogurtNest é assim o quarto produto criado com o apoio da Amorim Cork Ventures (ACV).

Durante cerca de um ano foi apresentado ao público em eventos gastronómicos e agora chega ao mercado para se afirmar como uma alternativa às iogurteiras convencionais, evitando a electricidade, funcionando como estufa “slow cooker” e servindo também como mala térmica.
“Com a YogurtNest, serão evitadas milhares de embalagens de plástico por ano”, revela Paulo Bessa, director-geral da ACV. “Considerando um agregado familiar de quatro pessoas, estima-se que a iogurteira possa evitar a produção de 2.000 embalagens de 125 mililitros durante um ano, com uma poupança associada de 300 euros – valor que será significativamente maior no caso dos iogurtes de base vegetal”, realça.
Miguel Leal, fundador da PrimaLynx e criador da YogurtNest, revela que na origem do projecto esteve a intenção de conceber “uma iogurteira que tornasse o iogurte mais acessível, natural e saudável, e cujo funcionamento não tivesse um impacto negativo no meio ambiente”.

Leia mais na edição impressa do Jornal N