Concelho

Regresso às aulas: É tempo de colocar a mochila às costas

 | 
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest

Esta é a semana que marca o início do ano lectivo em todo o país. O Jornal N quis saber se o Concelho tem a mochila arrumada para mais uma aventura do conhecimento. Cristina Tenreiro, vereadora do pelouro do Desporto, Educação e Juventude da Câmara Municipal, garante que “está tudo pronto” e destaca as características da rede escolar concelhias, as dificuldades e apostas para o ano lectivo de 2017/2018. “O ano lectivo vai iniciar com normalidade que é o que se pretende, para que as nossas crianças e jovens se possam dedicar ao que é importante, e para que possamos proporcionar um ambiente na escola equivalente a uma segunda casa” – sublinha a vereadora.

 

Horas reforçadas para
assistentes operacionais
A vereadora da Educação assegura que o lançamento do ano lectivo 2017/2018 está a decorrer sem sobressaltos, “está tudo pronto para acolher os alunos, os professores estão colocados, havendo uma ou outra excepção, normalmente a principal queixa tem que ver com o pessoal não docente, por isso a Câmara está a reforçar as horas dos assistentes operacionais na medida do que lhe é possível”.

 

Número de alunos
está a estabilizar
Cristina Tenreiro mostra-se satisfeita com a tendência registada nas matrículas deste ano lectivo, “em relação ao número de alunos a tendência felizmente foi de estabilizar, depois de um ciclo de décadas em queda, verificamos um decréscimo, mas menor, o que indica a estabilização do número de alunos”.

 

Jardim de infância de Vale
da Igreja encerrado, escola
de Badoucos suspensa
Com menos crianças e jovens, as escolas invariavelmente fecham por falta de inscrições, numa tendência nacional. “Em relação à rede escolar há a assinalar o encerramento de um jardim-de-infância, em Vale da Igreja, em Fiães, e a suspensão da escola de Badoucos, que esperamos que reabra no próximo ano lectivo, se houver inscrição de alunos” – conta a vereadora.

 

Novos cursos profissionais – Técnico de Juventude/
Cozinha e Pastelaria
Cristina Tenreiro congratula-se com a abertura de dois novos cursos profissionais no concelho: “fruto de um trabalho dos directores e associações, a oferta educativa do concelho aumentou, atribuíram a Santa Maria da Feira mais dois cursos profissionais, na EB 23 de Argoncilhe, o curso de Cozinha e pastelaria, que infelizmente não teve inscrições suficientes para avançar, pelo que o curso não arranca. Mas na EB 23 de Arrifana o curso de Técnico da Juventude vai avançar, é um curso novo e esperamos que com grande implementação no mercado de trabalho, porque nos parece que é uma das necessidades do concelho. Todos os cursos profissionais que já existiam vão funcionar” – diz.

 

Leia mais na edição em papel do Jornal N