Concelho

Voluntárias passionistas mudam vidas em Angola

 | 
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest

Inês Ferreira tem 21 anos e está a estudar medicina. No Verão passado, partiu para Angola para uma das missões dos Passionistas no Calumbo. “Conheci o grupo da Rosto Solidário e o Voluntariado Passionista que trabalha na formação para voluntariado em Portugal e em Angola, e comecei a participar. Logo no primeiro ano pensei em ir nas missões, mas com as formações e as acções do grupo comecei a reflectir bastante e achei que não estava pronta, durante este ano comecei a esclarecer as minhas dúvidas e fui de 14 de Julho a 30 de Agosto” – conta.

A estudante tinha um trabalho bem definido pela frente, organizar a biblioteca com outra voluntária, Rita Cardoso. “Durante o ano trabalhámos com os voluntários passionistas no envio dos livros, foram feitas angariações, por exemplo a biblioteca de Ovar doou muitos livros, e o espaço físico estava pronto, mas faltava organizar a biblioteca” – refere a estudante. Quando chegou, arregaçou as mangas: “Trabalhámos na organização dos livros e na capacitação, já que a biblioteca é ao lado de um centro de educação e o professor de secretariado era um ponto de contacto a quem pedimos voluntários, alguns eram de secretariado e tinham óptimas competências, ajudaram a organizar por áreas, carimbar, fizemos a divulgação pelas escolas. Mesmo quando abriu a biblioteca, eram esses voluntários quem fazia o trabalho mais importante para que funcionasse tudo bem quando viéssemos embora e, honestamente, eles tinham mais competências do que nós para trabalhar com as pessoas” – confessa.

 

Leia mais na edição impressa do Jornal N