Economia

Fraude fiscal no setor da cortiça conta com 169 arguidos

 | 
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest

Faturas falsas  lesaram o Estado em quase 26 milhões de euros

 

         O Ministério Público de Santa Maria da Feira inferiu uma acusação contra 169 arguidos alegadamente envolvidos numa “mega fraude” fiscal qualificada e por falsidade informática. Estima-se que o crime cometido lesou o Estado em cerca de 25,5 milhões de euros. Entre os arguidos contam-se pessoas singulares e empresas, revelou a Procuradoria Geral Distrital do Porto (PGDP) na passada terça-feira, 5 de fevereiro.

A PGDP explica que os crimes foram “traduzidos na emissão por uns e contabilização por outros de faturas que não correspondiam a qualquer transação real com o objectivo de obter vantagens fiscais indevidas em sede de IVA e IRC, anulando ou reduzindo o valor do imposto a entregar ao Estado”. Mais informam que “Essas condutas, praticadas no período compreendido entre os anos de 2010 e 2016, lesaram o Estado Português em quantia superior a 25,5 milhões de euros”.

 

Leia mais na edição impressa do Jornal N.