Economia

Negócios: “Quero partir daqui para o mundo inteiro”

 | 
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest

Como ideia surgiu há cinco anos, mas desde 2017 é possível ter uma loja na plataforma APPURO. O marketplace feirense é um produto inovador, criado de raiz do Hubparque do Europarque. Miguel Cruz é o programador responsável pelo projecto e quer começar por dar aos empresários feirenses uma presença online, e o devido retorno desse investimento.

Como é que surgiu a APPURO?

Em termos de projecto e ideia surgiu há cerca de cinco anos, o projecto foi evoluindo nós fomos construindo a plataforma de raiz, mas sem a preocupação de criar uma empresa porque percebíamos que o caminho era longo até termos um produto comercializável. A empresa tem cerca de três anos, no primeiro ano tínhamos uma versão sem componente de loja online. E depois passamos para a criação de website com ferramentas muito simples e fáceis de utilizar por qualquer pessoa, basicamente como se usa o Facebook. Depois, começamos a testar com alguns clientes o que poderíamos melhorar na parte de venda online, e aí deu para perceber a evolução em termos comerciais, isto há cerca de um ano atrás. Para já temos duas versões do marketplace para Sndroid e IOS, qualquer pessoa pode descarregar a aplicação. Neste momento, estamos agora a finalizar o Marketplace Web, contamos ter isso nos próximos dois meses.

Depois desse trabalho, o que é que apresentam neste momento ao cliente?

Basicamente a ideia que tínhamos no inicio é que as empresas não tinham uma forma fácil de estarem presentes online, o que acontecia a maior parte das vezes era que quando tinham uma loja faziam um investimento grande e não conseguiam rentabiliza-lo. Na generalidade da venda online apenas um por cento é que dá mais de mil euros ao ano, e é esse o problema que queremos resolver com a plataforma.

Quais as características diferenciadoras da APPURO?

As pessoas conhecem marketplaces como a Amazon ou o Ebay, para além de oferecermos este mercado, oferecemos também uma frente de loja ao nosso cliente. O nosso cliente não perde a sua marca, a sua identidade, o seu logótipo e a sua imagem. Pretendemos dar destaque às informações sobre a empresa, os nossos clientes têm o seu próprio domicílio e fazem a gestão do seu próprio ecossistema, e as coisas acontecem um bocadinho por magia.

Leia mais na edição impressa do Jornal N ou assine a versão digital aqui