Entrevista

A força feminina do corpo dos Bombeiros Voluntários da Feira

 | 

Os Bombeiros Voluntários da Feira incorporam 16 elementos femininos no seu corpo ativo e afirmam que o número de pessoal jovem feminino tem aumentado ao longo dos anos

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Feira tem na sua composição 16 elementos feminos no seu corpo ativo. O Comandante Jorge Coelho referiu que a corporação tem uma forte presença do género feminino, desde a década de 70 e que, anualmente, a ingressão de elementos femininos tem aumentado.

A entrevistada desta semana, Sandra Viegas, bombeira profissional da corporação, de 45 anos, contou ao Jornal N a sua experiência, de mais de uma década, enquanto bombeira. “É um elemento muito importante e uma das faces da linha da frente no nosso quotidiano”, referiu o Comandante dos Bombeiros Voluntários da Feira.

O que a motivou a tornar-se bombeira voluntária?

Sandra Viegas (S.V.): Penso que a minha principal motivação foi a de ajudar o próximo. A vontade de ajudar e ser útil para a comunidade foi a razão principal para me tornar bombeira e ingressar neste ramo.

Foi sempre um sonho seu tornar-se bombeira?

S.V.: Sim, desde muito cedo. Eu vivia em Lisboa e, por volta dos 14 anos, visitei uma corporação de bombeiros, o quartel de Alverca no Ribatejo. Foi nessa altura que percebi que tinha o gosto e uma vontade imensa de um dia integrar-me numa corporação de bombeiros.

 

Leia mais na edição impressa do Jornal N.