Concelho

Novo Programa de Apoio à Cultura “envolve todo o ecossistema cultural local”

 | 

Contempladas novas modalidades de Apoio, da Cultura Popular à Cultura Contemporânea

Prosseguindo a política cultural municipal, a Câmara de Santa Maria da Feira aprovou, recentemente, a proposta de regulamento do novo Programa de Apoio à Cultura. Este programa, estratégico para o desenvolvimento cultural do território, tem como princípio base o envolvimento de todo o ecossistema cultural local.

O novo Programa de Apoio à Cultura apresenta fundamentalmente três medidas que dão seguimento à visão estratégica delineada pelo executivo permanente para a Cultura em Santa Maria da Feira, iniciada no quadriénio 2014-2017, e que assenta nos princípios de “expandir o acesso, fomentar oportunidades e criar conexões”, contribuindo, de forma articulada, para o desenvolvimento do território e de toda a comunidade.

O vereador Gil Ferreira, responsável pelo pelouro da Cultura, referiu que o novo Programa de Apoio à Cultura irá abranger “todo o ecossistema cultural do território” e contemplará “novas modalidades de apoio à Cultura, da Cultura Popular à Cultura Contemporânea”. O autarca acrescentou também que o documento apresentado potencia ainda novas formas de arte como o circo contemporâneo e as artes de rua, áreas artísticas intimamente relacionadas com o desenvolvimento cultural de Santa Maria da Feira. Este programa é um instrumento expansor que abarca a cultura popular, o saber fazer, a tradição, o nosso património material e imaterial, até à cultura contemporânea, aliando o tradicional ao contemporâneo para fortalecer a nossa identidade cultural”, referiu o vereador do Pelouro da Cultura, Gil Ferreira.

Leia mais na edição impressa do Jornal N.