Local

Concessão de estacionamentos na Feira suscita questões

 | 

A CDU apresentou um requerimento, através da Assembleia Municipal, sobre os lugares de estacionamento atualmente concessionados por não corresponderem na íntegra aos que constam no Caderno de Encargos.

Filipe Moreira, eleito da CDU na Assembleia Municipal de Santa Maria da Feira, ressalva que “em momento algum a Câmara Municipal  informou a oposição onde foram extintos os 33 lugares de estacionamento (facto que levou a empresa P.Parques a apresentar um processo contra a Câmara Municipal e é a alegação das partes para o perdão de dívida de meio milhão de euros) assim como as datas”.

Este requerimento foi apresentado após a resposta por parte da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira sobre a solicitação de 3 de janeiro que aborda o mesmo assunto. Conforme a resposta da Câmara Municipal, “através da senhora Vereadora Helena Portela” – datada de 30 de janeiro de 2019 e que foi recebida no passado dia 1 de fevereiro – “foi possível constatar que as zonas de estacionamento não subterrâneo, atualmente concessionadas à empresa P.Parques, não correspondem às indicadas no Caderno de Encargos (da referida concessão) na sua totalidade”. Para além das zonas que são mencionadas no Caderno de Encargos, “estão em concessão a Rua 25 de Abril, a Alameda do Tribunal e a Travessa do Jornal Correio da Feira (num total de 130 lugares de estacionamento)”.

 

Leia mais na edição impressa do Jornal N.