Local

“Um filho não tem preço”

 | 
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest

O presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira promoveu, no dia 4 de Maio, uma conferência de imprensa para anunciar investimentos na área da educação, mas a conversa ficou centrada no caso de Milheirós de Poiares e em duras críticas ao Secretário de Estado, Pedro Nuno Santos. Emídio Sousa começou por sublinhar a “ambição” da reabilitação da Linha do Vouga, já que “a região tem absoluta necessidade de ligação ferroviária ao porto, e sobretudo ao aeroporto, que acho que é a última fronteira nos dias de hoje. Em termos de exportações esta é uma zona que cria grande riqueza e é das mais produtivas do país” – defendeu. O autarca adiantou que “ainda não houve um Governo que olhasse para a região”. De acordo com Emídio Sousa, a região nunca teve alguém “com peso político suficiente para a defender”. E começou por lamentar o trabalho de Pedro Nuno Santos, “esperava que fosse o grande reivindicador desta obra, mas constato que tem direccionado as suas energias para nos retirar uma freguesia”-disse. Referindo-se a Milheirós de Poiares, Emídio Sousa, acrescentou que o secretário de Estado está a “fomentar uma divisão que vai levar ao ódio e ao virar de costas, acabando com o clima de amizade e harmonia. Está na altura de pensar se quer ficar para a história como alguém que fomentou a divisão” – adiantou.

Leia mais na edição impressa do Jornal N ou assine a versão digital aqui