Local

Reportagem: O despertar da mente na Casa Ozanam

 | 
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest

No passado dia 10 de Outubro assinalou-se o Dia Mundial da Saúde Mental. O Jornal N esteve na Casa Ozanam, em S. João de Ver, e desvendou o dia-a-dia dos doentes mentais que se apoiam na Instituição para afastarem os fantasmas do passado que, por vezes, ainda tendem a visitá-los. São relatos na primeira pessoa que mostram o árduo caminho na procura de uma lucidez que a mente teima em ofuscar.


“O nosso cérebro é o melhor brinquedo já criado: nele podemos encontrar todos os segredos, inclusive o da felicidade”. Já Charles Chaplin definia o universo mental humano como folha detentora de todas as respostas, como mecanismo principal de desenvolvimento e veículo de procura da felicidade.

Os “segredos” que nele se encontram contidos vão aparecendo, por vezes, rodeados de sombras, espaços indecifráveis de conteúdo ou significado. É através da acção da mente humana que sentimos, sorrimos, adoptamos determinado comportamento ou damos voz a certos pensamentos. Qualquer tipo de alteração a nível mental resultará numa resposta diferente, que grande parte das vezes ainda é “incompreendida” pela população em geral.

 

Leia mais na edição impressa do jornal N