Local

Novo empreendimento comercial e transmissão das Reuniões de Câmara “em direto” no centro da discussão

 | 
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest

No passado dia 3 de junho, segunda-feira, o Executivo Municipal voltou a reunir-se em contexto de Reunião de Câmara com 18 pontos previstos na Ordem do Dia. No centro da discussão destacam-se os temas do impacto da construção de um novo supermercado (empresa LIDL) na zona da Capela de Santo André e a proposta socialista sobre a transmissão, em direto, das Reuniões de Câmara, no site municipal.

O Presidente da Câmara Municipal, Emídio Sousa, começou por apresentar o projeto da construção de um novo supermercado – ao encargo da empresa Future Opportunity, Lda. e Lidl & Companhia- na zona do cruzamento de Santo André. Na consideração do Executivo PSD, a realização deste protocolo com o Lidl “permitirá no futuro a melhoria destas infraestruturas”. Assim, a apresentação baseou-se “na aprovação deste protocolo da assinatura o mais breve possível” e com isto “resolver o gravíssimo problema que temos no cruzamento de Santo André”, uma vez que “é uma zona negra em termos de acidentes” e na fluidez do trânsito, explicou o edil. Numa primeira intervenção, por parte do PS, o vereador António Bastos considerou a proposta como “bastante ambígua” e “bastante perigosa”. O mesmo justificou a caracterização socialista da proposta devido “à falta de elementos no processo” pelo que a mesma deveria ser apresentada numa próxima Reunião. As carências referidas por parte do vereador socialista contemplam, sobretudo, o desconhecimento “das áreas do terreno que pertence ao segundo outorgante, pois não é referida a área, apenas o valor” e “os constrangimentos do trânsito” que a obra implicará no local de Santo André, “assim como para sul da Capela de Santo André”.

 

Leia mais na edição impressa do Jornal N.