Eventos

Feira Capital da Cultura 2018 do Eixo Atlântico vai ter programação própria

 | 
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest

A Capital da Cultura do Eixo Atlântico celebra-se a cada dois anos e foi criada em 2007 com o objectivo de potenciar as expressões culturais das cidades da Euro Região Galiza-Norte de Portugal. A programação será conhecida numa sessão pública com todos os parceiros.

Santa Maria da Feira foi eleita, por unanimidade, Capital da Cultura do Eixo Atlântico para o ano 2018. A distinção foi comunicada à Câmara municipal, por parte da associação transfronteiriça Eixo Atlântico, a 10 de Novembro, e o prémio foi tornado público a 14 de Novembro. “Esta designação é o reconhecimento dos nossos pares do Norte de Portugal e da Galiza, representados no Eixo Atlântico, de que somos um concelho onde a Cultura é um investimento e não uma despesa. Desde que assumi a presidência da câmara de Santa Maria da Feira, em 2013, a Cultura foi sempre um eixo estratégico e estrutural da minha acção. Nos últimos anos, temos potenciado e promovido grandes eventos como a Viagem Medieval, o Imaginarius e o Perlim para além das nossas fronteiras e temos vindo a atrair cada vez mais público nacional e internacional e a conquistar mais mercados”, afirmou o presidente da Câmara de Santa Maria da Feira, Emídio Sousa. “Esta orientação de política autárquica é para reforçar e a nossa eleição como Capital da Cultura vai ter um enorme impacto naquilo que vai ser a estratégia deste mandato”, afirmou o autarca. Em declarações ao Jornal N, o presidente da Câmara avançou que a Capital da Cultura 2018 do Eixo Atlântico “terá programação própria que será apresentada numa sessão pública juntamente com todos os parceiros”.