Literatura

Literatura: Um escritor “à sombra” do público

 | 
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest

Américo dos Santos Couto é escritor. Nem sempre foi, mas é agora. Lourosense de gema nasceu à 63 anos mas só há dez anos para cá, desde os 53, é que abraçou o seu sonho de infância e este mundo tão abrangente que é a escrita.
Tem, até à data, três livros publicados: Vida Curta, a Mão do Destino e a Herança.
A inspiração, essa, vai buscá-la ao dia-a-dia, às suas vivências e viagens e escreve, então, sobre as verdades, chamando “os bois pelos nomes”.
A sua vida foi passada entre a profissão – vendedor para exportação de rolhas de cortiça – e a família. Há dez anos, depois do divórcio e de ter ficado desempregado, a escrita foi o seu “escape”, pois foi a partir daí que começou a ter tempo para o fazer.

Leia mais na edição impressa do Jornal N.