Ronda vence Paços de Brandão em jogo de loucos

Quando a meio da segunda parte, o GD Ronda perdia por 1-3 frente a um dos mais fortes candidatos à subida, o Paços de Brandão, poucos imaginariam o que viria a suceder nos últimos minutos.

O duelo entre guetinenses e brandoenses começou equilibrado e foi preciso esperar pelo quarto de hora final do primeiro tempo para que o festival de golos começasse.

Alex Santos, ao minuto 36, inaugurou o marcador para a formação da casa, mas, em cima do intervalo, Manuel Pinto fez o golo da igualdade para os forasteiros.

No início da etapa complementar, o Paços Brandão entrou melhor e fez o segundo aos 55’ num lance que pareceu precedido de falta, antes de Tigas atirar para a baliza.

No pior período dos guetinenses, os visitantes aproveitaram para aumentar a vantagem por intermédio de Duarte Alves aos 62’ e tudo parecia estar decidido.

Mas Carlos Camarinha arriscou tudo ao alargar a frente de ataque e com isso passou uma mensagem positiva aos seus jogadores. O incansável Filipe Zuca puxou dos galões de goleador e, em menos de cinco minutos, bisou na partida com duas finalizações precisas, uma com o pé direito e outro num golpe de cabeça, que levaram ao delírio dos adeptos da casa.

No entanto, o melhor estava guardado para o fim, com Miguel Oliveira a servir na perfeição Vando Alves, para o remate da vitória do GD Ronda.

Artigos Relacionados