Câmara Municipal defende equidade no acesso à Educação

Emídio Sousa refere que Educação está a ser “readaptada à nova realidade” com um investimento municipal que ronda os 50 mil euros.

Terminou no dia 27 de abril a entrega gratuita de 800 hotspots de acesso à internet a todos os alunos carenciados do concelho de Santa Maria da Feira – um investimento municipal que “ronda os 50.000 euros”. Desta forma a Câmara Municipal procura garantir “a igualdade no acesso a um bem que para nós é essencial: a Educação”, referiu o edil feirense,
Emídio Sousa, acrescentando que a Educação tem sido uma aposta estratégica do município, “quer através da melhoria
contínua das condições de aprendizagem, quer na dinamização de projetos diferenciadores.

Mantemos a mesma estratégia, mas estamos a readapta-la à nova realidade”.
No que diz respeito aos computadores, no município de Santa Maria da Feira, todos os alunos do Pré-Escolar e do 1.º Ciclo do Ensino Básico dispõem de tablets e computadores oferecidos pela Câmara Municipal. O problema reside nos restantes níveis de ensino – 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico e Secundário – que não são da responsabilidade direta da autarquia.

A solução encontrada pela Câmara Municipal foi adquirir os computadores disponíveis no imediato no mercado e encetar contactos junto de empresas do concelho que ajudassem a suprimir esta carência dos alunos feirenses.

Neste âmbito, estão a ser entregues aos agrupamentos um total de 300 computadores, que serão entregues, a título de empréstimo a todos os alunos que deles necessitam e cujas famílias não dispõem das condições financeiras para os adquirir.