Câmara Municipal lança várias linhas de apoio para dar respostas à população

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Vivem-se tempos conturbados no país e no mundo devido ao novo coronavírus. Vive-se numa nova realidade que suscita angústia, medo, incerteza e acentua algumas fragilidades que já existiam na população. Todas estas novas situações, de carácter social carecem de respostas adequadas. É nesse sentido e, de forma a minimizar as situações de vulnerabilidade social decorrentes da propagação da pandemia, que a Câmara Municipal de Santa Maria da Feira criou linhas telefónicas de apoio que são dirigidas à comunidade. Atentos à realidade do nosso território, desenvolveram ferramentas para acompanhar de perto a população e os empresários. A Câmara Municipal continua a trabalhar, para garantir o bem-estar, a segurança e a saúde das pessoas. São várias, as linhas telefónicas disponíveis à população:

· Linha de Apoio Psicológico

· Linha de Apoio Social

· Linha de Apoio Sintomas Covid-19

· Linha de Apoio à Comunidade Surda

· Linha de Apoio aos Empresários

Linha de Apoio Psicológico

Devido ao estado de emergência que se vive no país, muitas são as pessoas que vivem sozinhas e que estão em isolamento ou em quarentena. O isolamento social é uma realidade em muitos países, incluindo Portugal. Cuidar da saúde mental, é muito importante numa fase como a que estamos a passar. O estar fechado em casa sozinho e isolado, pode muitas vezes desencadear problemas a nível psicológico. Toda a situação que se está a viver tem o poder de afetar a saúde mental das pessoas. Ao lidarem com fatores desconhecidos e de incerteza faz com que muitas pessoas de sintam inseguras. O próprio estado de quarentena implica uma modificação da rotina e da mobilidade das pessoas. É nesse sentido, que foi criada a linha de apoio psicológico. Se alguém vive sozinho, se sente isolado, angustiado ou confuso pode recorrer a esta linha, se precisar de conversar com alguém. A linha de apoio psicológico funciona de todos os dias, de segunda-feira a domingo, das 09h00 às 22h00 e, é assegurada por uma equipa composta por 12 psicólogos da autarquia e dos parceiros sociais. As pessoas podem ligar através dos números 966 294 805 / 966 294 723 ou enviar um email (feiraapoiopsicologico@cm-feira.pt).

Linha de Apoio Social

A linha de apoio social serve para pessoas que estejam isoladas ou em situações de vulnerabilidade. Existem várias pessoas sem retaguarda familiar, nomeadamente idosos e pessoas com doenças crónicas ou deficiência. Estas pessoas necessitam de apoio para terem acesso a bens e serviços que são essenciais, desde o fornecimento de refeições, de bens alimentares e medicamentos. Esta linha de apoio social envolve uma estrutura, com uma outra dimensão para conseguir dar resposta às  solicitações de um Concelho com 140 000 habitantes. Existe um primeiro nível, triagem, com oito profissionais da autarquia e dos parceiros sociais, com formação nas áreas de Direito, Psicologia e Ciências Sociais. O segundo nível assegura o encaminhamento, para uma das três zonas definidas que dividem as 21 freguesias e uniões de freguesia. Cada zona tem uma equipa de seis técnicos da área de serviço social que trabalha as várias situações. O terceiro nível prende-se com a intervenção e a ativação de recursos locais que, é articulada com os parceiros dos 21 fóruns sociais de freguesia e com os 14 serviços de atendimento e acompanhamento social do Concelho e restantes estruturas de proximidade locais. É uma rede que está bem definida e articulada, permitindo que as respostas necessárias sejam dadas de forma rápida. Além das equipas ligadas às diferentes linhas, existe um conjunto de voluntários que atuam em várias frentes. Um dos exemplos, são os voluntários que integram o Projeto Farol. Devido à suspensão da atividade, 20 professores de projetos municipais integram estas respostas sociais. Da Bolsa de Voluntários Local contam com 72 voluntários, sendo uma grande maioria jovens estudantes, ligados a associações concelhias. São os voluntários, que contactam com os seniores para escutar as suas necessidades e dedicam algum do seu tempo para uma conversa amiga. “Se é detetado algum problema, é referenciado de imediato à linha de apoio que inicia o seu trabalho para a resolução do problema”, afirma o presidente da Câmara Municipal. É neste seguimento que foi montada esta rede de apoio com técnicos da autarquia, parceiros e voluntários. Esta linha de apoio está disponível de segunda-feira a domingo, das 09h00 até às 22h00 através dos números 966 295 118 / 966 243 704 e do email (feiraapoiosocialcovid@cm-feira.pt).

Linha de Apoio Sintomas Covid-19

Esta linha de apoio disponibilizada pelo Município de Santa Maria da Feira, dedica-se a prestar auxílio aos munícipes que não conseguem entrar em contacto imediato com a linha de saúde 24. A linha ajuda na identificação de contactos alternativos e, no encaminhamento para a unidade de saúde mais adequada para dar resposta à situação reportada. A linha de apoio a sintomas Covid-19 funciona de segunda-feira a domingo, das 08h00 às 23h00 através dos números 256 370 840 / 965 952 174 ou do email (feiraapoiosintomascovid@cm-feira.pt).

Linha de Apoio à Comunidade Surda

A autarquia disponibilizou um serviço de apoio à comunidade surda feirense. Todas estas linhas podem ter interpretação em língua gestual portuguesa, basta solicitar este serviço através de email (lgpfeiracovid@cm-feira.pt) ou videochamada pelo Skype (utilizador lgpfeiracovid). A linha funciona de segunda-feira a domingo, das 09h00 às 22h00.

Linha de Apoio aos Empresários

O setor económico atravessa períodos conturbados, devido ao coronavírus. Os empresários e a economia regional e nacional têm estado, igualmente, no topo das preocupações da autarquia, pelos efeitos nefastos que esta pandemia causará ao setor, com consequências que podem ser dramáticas para a sociedade. Sendo Santa Maria da Feira, um concelho com uma forte identidade industrial e empresarial, a Câmara Municipal lançou uma linha de apoio aos empresários que funciona em permanência, com seis técnicos. Nesta linha são esclarecidas todas as dúvidas dos empresários, tentando dar resposta através da divulgação dos mecanismos de apoio que o Estado tem vindo a disponibilizar, mas também o apoio jurídico que possam necessitar. Os números disponíveis para a comunidade ligar para esta linha são: 256 370 803 / 926 664 130 / 965 017 029 / 964 561 667 ou através dos emails (dee@cm-feira.pt / bizfeira@cm-feira.pt).

Questões abordadas pela população e um balanço positivo até ao momento

Até à última renovação do Estado de Emergência, as questões mais abordadas na linha de apoio aos empresários estavam relacionadas com os incentivos e apoios financeiros anunciados pelo Estado e o esclarecimento sobre a nova legislação covid-19, no setor empresarial. Começaram a surgir, também, dúvidas que se prendem com questões técnicas e sobre as condições que devem assegurar para retomar as suas atividades com a máxima segurança.

Já na linha de apoio social, inicialmente, todas as preocupações estavam voltadas para a saúde, a insegurança e a necessidade de informação sobre o próprio coronavírus, mas também quais os serviços de saúde a que poderiam recorrer. Depois, as temáticas mais abordadas viraram-se para o foro económico, nomeadamente sobre o emprego, os seus direitos e quais os apoios que existiam.

No apoio psicológico, muitas das questões levantadas acabavam por ser mais da área social e nesses casos são reencaminhadas para as equipas respetivas. “Há, efetivamente, situações com sintomatologia relacionada com o isolamento e o técnico estabelece um plano de ação com o munícipe e mantêm-se em contacto o tempo que considerarem necessário”, refere Emídio Sousa.

O presidente da Câmara Municipal revela que “a população, por vezes, recorre à linha que mais rapidamente atende, sem se preocupar com a área que está vocacionada. Sendo que são atitudes normais e resultantes do receio, da angústia, das várias situações causadas por esta pandemia. No entanto, toda a nossa estrutura está em plena articulação e as pessoas são encaminhadas para o apoio que mais se adequa à sua situação”.

Até ao dia 15 de abril foram registados 53 contactos na linha de apoio psicológico, 80 pedidos, traduzidos em centenas de contactos telefónicos na linha de apoio aos empresários e 295 contactos, nos vários níveis de atendimento, na linha de apoio social. O balanço até ao momento da criação destas linhas é positivo. “Podemos afirmar que, de uma forma geral, conseguimos dar resposta a todos os pedidos. 80% das situações conseguimos resolver no imediato, as que se prendem com alimentação, com a aquisição e entrega de cabazes alimentares, fornecimento de refeições, aquisição e entrega de medicamentos, alguns apoios financeiros. Os restantes pedidos, muitos deles já anteriormente referenciados e que se agravaram com o atual panorama, estão a ser acompanhados quer pelos parceiros sociais, quer pelos serviços de atendimento e acompanhamento social. Continuaremos a encetar todos os esforços para assegurar o bem-estar da nossa população, claro que com maiores preocupações com os idosos”, afirma o presidente Emídio Sousa. O retorno que vão tendo das pessoas sobre a criação destas linhas tem sido positivo. “Conseguimos resolver-lhe as necessidades mais prementes ou encontrar soluções para a sua resolução, mesmo em situações de maior complexidade. Temos as equipas a trabalhar sete dias por semana, completamente articuladas, para prestar o apoio que a população necessita”, conclui o presidente.