CM Ovar não limita os horários dentro do período legal estabelecido

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O Presidente da Câmara Municipal de Ovar, após auscultação da Autoridade Local de Saúde e das Forças de Segurança, decidiu não limitar os horários de funcionamento dentro do período legalmente estabelecido, atendendo à situação epidemiológica do município que se considera controlada. Salvador Malheiro considera que “até à data, os sacrifícios a que todos estivemos sujeitos estão a dar resultados, mas temos de manter e reforçar os hábitos de higiene e segurança face à presença do vírus”. O autarca adianta que “a medidas agora definida pode, obviamente, ser alterada, caso a situação, que não vislumbramos, se agrave.” Assim, na sequência da publicação da Resolução do Conselho de Ministros nº 70-A/2020, de 11 de setembro, que entrou em vigor às 00h00 do dia 15 de setembro de 2020, e tendo presente as competências atribuídas ao Presidente da Câmara Municipal, no que respeita à área geográfica do Município de Ovar, foi decidido que: os estabelecimentos que retomaram a sua atividade ao abrigo da Resolução do Conselho de Ministros nº 33 -A/2020, de 30 de abril, da Resolução do Conselho de Ministros nº 38/2020, de 17 de maio, da Resolução do Conselho de Ministros nº 40-A/2020, de 29 de maio, na sua redação atual, da Resolução do Conselho de Ministros nº 51-A/2020, de 26 de junho, da Resolução do Conselho de Ministros nº 53-A/2020, de 14 de julho, e da Resolução do Conselho de Ministros nº 55-A/2020, de 31 de julho, na sua redação atual, não podem abrir antes das 10h00, com exceção de salões de cabeleireiro, barbeiros, institutos de beleza, restaurantes e similares, cafetarias, casas de chá e afins, escolas de condução e centros de inspeção técnica de veículos, bem como ginásios e academias;

Leia mais na edição impressa