Concelhia do PS diz que auditoria revelou “descontrolo e falta de transparência”

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Também a Comissão Política Concelhia do Partido Socialista de Ovar reagiu às conclusões tornadas públicas dos seus vereadores, sublinhando que a actuação do Executivo em permanência, liderado por Salvador Malheiro, denota “consequências despesistas e descontroladas, assentes numa clara falta de rigor e de orientação, particularmente no que aos procedimentos que deveriam ter sido adoptados diz respeito” – lê-se, em comunicado assinado por Luís Vieira Pinto, presidente da concelhia.

“A extemporaneidade de algumas medidas, que não acautelaram o enquadramento na respectiva tutela – substituindo-se o Executivo em permanência aos ministérios correspondentes, fazendo disso bandeira publicitária de autopromoção – conduziu não só à assunção de custos cuja razoabilidade é extremamente questionável, como evidenciou uma falta de transparência na justificação dos mesmos” – afirmam os socialistas.

Leia mais na edição impressa.