Indaqua reforça investimento em tecnologia de monitorização da qualidade da água

O “WaterQuality” faz parte de um conjunto de projetos de Investigação & Desenvolvimento (I&D), em que a Indaqua tem fortalecido a sua ação

A Indaqua está a desenvolver uma metodologia inovadora de integração em modelos matemáticos, em tempo real, de informação da qualidade da água, identificando de forma muito célere as zonas afetadas por eventuais contaminações. Com esta nova ferramenta será facilitada a gestão de situações de emergência, minimizando o impacto das ações que são normalmente desencadeadas. O investimento no projeto “WaterQuality” ultrapassa já os 200 mil euros e foi reforçado, no último ano, para acelerar a procura de respostas para as crescentes ameaças a este recurso natural.

A qualidade da água distribuída pela rede pública tem, em Portugal, qualidade comprovada, classificada como “excelente” e como 99% segura pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos. Contudo, as ameaças ambientais crescentes a este recurso fazem o setor procurar mecanismos que antecipem respostas técnicas para, no futuro, ser possível continuar a garantir aos consumidores a segurança da água que lhes é fornecida.

Foi neste contexto que a Indaqua reforçou, no último ano, o seu investimento no “WaterQuality”, um projeto criado em 2019 para desenvolver um modelo de base tecnológica destinado a tornar mais eficaz e eficiente a monitorização da qualidade da água. A metodologia inovadora integra um complexo e completo conjunto de dados recolhidos ao longo das redes de abastecimento, permitindo detetar e localizar muito rapidamente zonas afetadas por eventuais focos de contaminação.

Leia mais na edição impressa do Jornal N

PUB

PUBLICAÇÕES RECENTES