Município feirense reconhecido pelas práticas adotadas no combate à Covid-19

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Santa Maria da Feira está entre as quatro cidades portuguesas distinguidas pelo projeto Active Citizens, no âmbito da pandemia de Covid-19

         As medidas e práticas adotadas pelo concelho de Santa Maria da Feira no combate à Covid-19 foram reconhecidas no mapa colaborativo da rede URBACT, um instrumento criado no âmbito do projeto Active Citizens.

O Active Citizens, projeto liderado pela cidade de Agen (França), criou uma rede de cidades que se dedicam aos desafios da governação local, nomeadamente na promoção da democracia participativa, através da abordagem intergeracional e digital, incentivando a participação do cidadão e a utilização de novas tecnologias. Na criação deste mapa colaborativo, Santa Maria da Feira, Vila Nova de Famalicão, Viana do Castelo e Amarante, foram as quatro cidades portuguesas que se distinguiram pelas boas práticas adotadas face ao combate da pandemia de Covid-19.

Os analistas referem que no concelho feirense “todos os esforços foram reunidos”, desde entidades públicas às privadas e comunidade local, através de mensagens de informação e na implementação de ações e medidas concretas com iniciativas solidárias. A título de exemplo, os analistas destacam o projeto Jovem Autarca, que promove diferentes atividades dirigidas aos jovens estudantes, na criação do programa online, “QuarenTeen”, dedicado a entrevistas semanais com diferentes personalidades. O voluntariado no concelho de Santa Maria da Feira é outro aspeto que “assumiu especial relevância nesta batalha”, onde 140 voluntários “permitiram uma ação em várias frentes”, desde a criação de máscaras comunitárias, linhas de apoio e à integração de voluntários em diferentes projetos de cariz social direccionados à população sénior. Diversas empresas feirenses contribuíram também com doações, nomeadamente nos equipamentos de proteção individual (EPI’s) que a Câmara Municipal recebe e distribui de acordo com as solicitações dos profissionais e instituições.

Relativamente aos idosos que se encontram nos lares, dão nota do apoio na entrega de produtos alimentares e medicamentos, assim como na realização de testes de despiste à Covid-19, com o propósito de implementar e adaptar espaços municipais e privados para o isolamento, sempre que necessário, deste grupo de risco. Para os jovens estudantes do concelho, a autarquia garantiu o acesso à Internet em todas as residências, com o fornecimento de pontos de acesso, garantindo assim o acesso equitativo a todas as crianças da pré-escola. “O esforço da autarquia local vai além da sua competência direta (Ensino Básico) e está focado em encontrar soluções para garantir computadores a todos os alunos dos diferentes níveis de ensino, desde o 1º Ciclo ao Ensino Secundário”. A Câmara Municipal de Santa Maria da Feira e os empresários do concelho entregaram cerca de 250 computadores aos estudantes feirenses.

Por último, os analistas consideram que “O desempenho do concelho feirense, na adopção de medidas elencadas no mapa colaborativo da URBact, evidencia-se pela criação de máscaras comunitárias, a integração de voluntários em diferentes projetos municipais de cariz social, além das doações e medidas implementadas para auxiliar os profissionais de saúde do Hospital S. Sebastião”.