Deputada Carla Madureira encontrou “preocupação” nos agrupamentos de escolas de Ovar

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

A falta de assistentes operacionais para fazer face às necessidades impostas pela crise pandémica está a preocupar os responsáveis dos agrupamentos escolares. A deputada do PSD Carla Madureira reuniu-se com os diretores dos agrupamentos de escolas dos concelhos de Espinho, Ovar e Murtosa, no distrito de Aveiro, lamentando que não tenham sido, ainda, criadas as condições para a reabertura do ano letivo em segurança. “No geral, os diretores lamentam a falta de assistentes operacionais disponíveis nas escolas, que serão insuficientes para aplicar as medidas de higiene das instalações e equipamentos preconizados pela autoridade de saúde, assim como de vigilância e controlo dos alunos” – referiu Carla Madureira, no final do périplo pelos agrupamentos, que terminou esta sexta feira.

A deputada aveirense quis perceber como estão os agrupamentos de escolas preparados para arranque do ano letivo, num contexto particular, imposto pela crise pandémica que nos assola. Para além da falta de assistentes operacionais, há uma preocupação generalizada pelo elevado número de alunos por turma, que dificulta o distanciamento físico recomendado. “É de lamentar que ainda não tenham chegado os computadores prometidos pelo Governo” – notou, por outro lado, Carla Madureira, acres- centando que os diretores “não escondem a ansiedade pelo arranque do ano letivo, embora se mostrem confiantes”. Carla Madureira reuniu-se com os diretores do Agrupamento de Escolas de Ovar, do Agru- pamento de Escolas de Ovar/Sul, do Agrupamento de Escolas de Esmoriz/Ovar Norte, do Agrupamento de Escolas Dr. Manuel Gomes de Almeida, do Agrupamento de Escolas Dr. Manuel Laranjeira – estes dois últimos do concelho de Espinho – e do Agrupamento de Escolas da Murtosa.