Discurso por Miguel Coelho, Bancada do Partido Socialista

Gestão da Floresta na sessão extraordinária da Assembleia de Freguesia de Cortegaça

“Mais uma vez, colocando o interesse económico à frente do interesse ambiental e de ecossistemas sustentáveis e equilibrados, assim como, o próprio objetivo de recreio, enquadramento e estética da paisagem como constam do próprio plano.

Acresce, que o argumento de que os pinheiros que supostamente deveriam ser mantidos, o foram no perímetro da área abatida, é no mínimo estranho, pois o que se verifica em toda essa linha é uma parede de Acácias que naturalmente serão as primeiras a proliferar, dificultando assim o crescimento de novos pinheiros. Já para não falar da questão estética pois não podemos esquecer que estamos a falar de uma área de lazer ou da possibilidade de plantar espécies diferentes como o Pinheiro Manso, o Sobreiro ou o Carvalho que já crescem em zonas próximas e por isso com condições semelhantes.

E por isso, apesar das declarações recentes do ICNF, CMO e Juntas envolvidas, as nossas preocupações com todo este processo aumentam, pois as palavras o vento leva, o que conta são as ações e aquilo que verificamos no terreno.

Leia a notícia completa na edição desta semana.