Mercadona prepara abertura em Santa Maria da Feira e Espinho

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

A Mercadona continua com o seu plano de expansão em Portugal, primeiro país escolhido na estratégia de internacionalização da empresa. Em 2021, a empresa espanhola abre mais nove supermercados, localizados nos distritos de Aveiro, Braga e Porto. No distrito de Aveiro os dois novos supermercados irão localizar-se em Santa Maria da Feira (Rua de Santo André) e Espinho (Rua 19, junto ao acesso à A29). No Porto, os cinco novos supermercados irão situar-se na “cidade invicta”, Matosinhos, Vila do Conde, Felgueiras e em Valongo. Por último, no distrito de Braga, duas aberturas: em Guimarães e Famalicão.

Processo de recrutamento já se iniciou

Para a abertura dos novos supermercados, a empresa irá criar mais de 500 novos empregos, com contrato efetivo. A empresa já se encontra a recrutar para estas lojas e todos os interessados podem visitar a secção de emprego em www.mercadona.pt  e enviar a sua candidatura. Estes colaboradores juntam-se aos mais de 1.700 portugueses que já trabalham na empresa.

Redução de plásticos e gestão de resíduos

Estas lojas responderão ao novo modelo de loja eficiente, apresentam uma área de vendas com aproximadamente 1.900 m2. Destaque também para o facto de que todos os supermercados com abertura prevista para 2021 já terem implementado o conceito de Loja 6.25. Este conceito de loja, inserido na Estratégia 6.25, pretende transmitir aos clientes e colaboradores as ações que estão a ser levadas a cabo em relação à redução de plásticos e à gestão de resíduos, permitindo deste modo ouvir os comentários dos clientes no terreno.

Doações alimentares

Um dos compromissos que a Mercadona mantém com a sociedade é partilhar parte do que dela recebe. Com este objetivo, desenvolve o seu plano de responsabilidade social, onde estão inseridas as doações alimentares. Deste modo, cada uma das lojas da Mercadona doa bens alimentares a uma instituição de proximidade e o mesmo acontecerá com cada nova loja que venha a abrir. Em 2020 a Mercadona doou 1.200 toneladas de bens essenciais.