Empresa do presidente do Feirense produz 600 viseiras para profissionais de saúde

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

A empresa Inducorte, propriedade de Rodrigo Nunes, empresário de Santa Maria da Feira, e presidente do Feirense, vai oferecer esta semana 600 viseiras para profissionais de saúde que estejam ao serviço do hospital de S. Sebastião, dos centros de saúde de Santa Maria da Feira e de Espinho, e ainda ao serviço de instituições particulares de solidariedade social de ambos os concelhos.
A produção das 600 viseiras ocorreu durante o fim-de-semana e o objectivo passa agora por ultrapassar o milhar de viseiras no princídio desta semana. O fabrico das vieiras tem o objetivo de ajudar no combate à pandemia da covid-19 e nasceu do desafio lançado pelo Gabinete de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico da Escola Profissional de Espinho que desenvolveu um sistema de produção em série de viseiras para proteção da covid-19.
Este fim-de-semana, um grupo de voluntários tinha como objectivo produzir cerca de 600 viseiras, mas o números erá substancialmente superior assim que seja testado e aprovado o molde do produto. As viseiras serão ofertadas ao Hospital
de S. Sebastião e a outros, a centros de saúde e IPSS dos concelhos da Feira e Espinho.
Estas viseiras são produzidas com um material próprio para meio hospitalar, pelo que será lavável, antiestático e antifúngico. Terá igualmente uma superfície de protecção maior, pelo que inclui a vantagem de poderem ser substituídas.
A empresa Inducorte, sediada na zona industrial de Arrifana, e propriedade de Rodrigo Nunes, é uma empresa pioneira na produção de moldes para a indústria do calçado e recorre a tecnologias de ponta. Aceite o desafio do Gabinete de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico da Escola Profissional de Espinho, coordenado por Miguel Reis, foi entretanto desenvolvido um sistema de produção em série de viseiras para proteção da covid-19.
Numa época em que surgem apelos de vários pontos do País para a oferta de material médico para os hospitais e centros de saúde – pedidos que surgem de médicos e enfermeiros, inclusive de profissionais do Serviço Nacional de Saúde – surge
a pronta resposta da empresa Inducorte que, desta forma, se associa na luta contra a covid-19.