Fiães irá receber novo centro de testes de Covid-19

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

No Pavilhão Municipal de Fiães irá ser instalado um segundo centro de rastreio à Covid-19, com capacidade para 100 testes diários, que estará aberto também aos concelhos do Vale do Sousa.

A coordenação técnica da recolha ficará ao encargo do Grupo Centro Médico da Praça que supervisionará as operações de rastreio em parceria com o Laboratório de Análises Clínicas Vale do Sousa e, por isso, também realizará testes para esse concelho e ainda para os de Castelo de Paiva, Felgueiras, Lousada, Paços de Ferreira e Paredes.

O administrador do Grupo Centro Médico da Praça, Fausto Sá, afirmou que estão a ser ultimadas as questões logísticas e burocráticas que permitam ao centro iniciar atividade a 22 ou 23 de abril.

O concelho feirense conta já com uma estrutura idêntica a funcionar no Europarque, sob a coordenação técnica do Centro de Medicina Laboratorial Germano de Sousa. De forma a equilibrar a capacidade operacional, a Câmara Municipal decidiu
instalar no recinto gimnodesportivo uma segunda área de testes destinada a servir a comunidade da Associação de Municípios das Terras de Santa Maria – que, além de Santa Maria da Feira, também integra os concelhos de Arouca, Espinho, Oliveira de Azeméis, São João da Madeira e Vale de Cambra.

Emídio Sousa, presidente da Câmara Municipal, afirmou que “Só com os resultados dos testes conseguiremos colocar em prática as melhores estratégias de combate a esta pandemia. A dimensão do nosso território, o número de habitantes que abrangemos e a reduzida capacidade de resposta que, devido a múltiplos fatores, se tem verificado no centro de testes do Europarque fez-nos procurar novas soluções”.

Fausto Sá, administrador do Grupo Centro Médico da Praça, referiu que a estrutura anunciada para a cidade de Fiães terá uma equipa de “cinco a seis pessoas” e vai funcionar “apenas nos dias úteis”, mas realça que “havendo uma grande procura, o centro também passará a trabalhar ao fim de semana”. Depois poderão aí ser testados tanto os utentes com prescrição
emitida pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS) como os que apresentem requisição de estabelecimentos privados – em cujo caso o preço do exame será na ordem dos “120 a 150 euros”.