Mercadona participa na recolha de alimentos para animais

A Mercadona participa, pela primeira vez, na campanha de recolha de alimentos do Banco Solidário Animal (BSA), organizada pela Animalife, que se realiza até 09 de outubro. A empresa coloca à disposição desta campanha todos os seus pontos de venda.

A Mercadona colabora nesta iniciativa social de apoio aos animais com o compromisso de dar também aos clientes a oportunidade de participarem nesta campanha solidária, que consiste na doação monetária, em múltiplos de 1€, e que pode ser efetuada nas caixas de pagamento no momento da compra. O valor doado será entregue na integra à Animalife em forma de cartões, que posteriormente serão distribuídos por instituições de apoio animal locais que poderão utilizá-los para adquirir produtos de acordo com as suas necessidades, com o objetivo de contribuir para melhorar as condições de vida dos animais que se encontrem em risco.

Rodrigo Livreiro, Presidente da Direção da Animalife, refere que: “119 animais abandonados por dia. Foi esta a média registada em 2021, ano em que foram abandonados mais de 43 mil cães e gatos, uma subida de quase 30% quando comparado com 2020. A evolução da situação económica faz antever um cenário ainda mais complicado para os próximos meses, pelo que a participação de todos nesta campanha será indispensável para assegurar o bem-estar de milhares de animais em risco acolhidos por associações de proteção animal de norte a sul do país. As parcerias que estabelecemos contribuem para garantir a capacidade de resposta das entidades apoiadas pela Animalife junto de milhares de animais em risco.”

A Animalife é uma associação de sensibilização e apoio social e ambiental, de âmbito nacional, sem fins lucrativos, cujo objetivo é diminuir o grave problema do abandono animal. É também a entidade criadora e organizadora do Banco Solidário Animal, uma campanha através da qual apoia animais a cargo de Associações e Grupos de Proteção Animal, de famílias em situação de carência económica comprovada e de pessoas em situação de sem-abrigo.

 

 

Artigos Relacionados