Hospital de Ovar é finalista no Prémio Saúde Sustentável

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O projeto “Health Medical Response and Information Exchenge (HMR-IE) – Ai Covid”, do hospital Dr. Francisco Zagalo, é um dos três finalistas na categoria de “Cuidados de Saúde Centrados no Cidadão”, no âmbito do Prémio de Saúde Sustentável. Este projeto do hospital de Ovar, recorde-se, aponta caminhos para a uniformização dos procedimentos na orientação de doentes covid.

O Prémio Saúde Sustentável – que já vai na sua décima edição e que conta com o alto patrocínio da Presidência da República – para o qual o hospital Dr. Francisco Zagalo está entre os possíveis vencedores é uma iniciativa do Jornal de Negócios e da farmacêutica Sanofi Portugal, orientada para a divulgação e incentivo de boas práticas da sustentabilidade da saúde em Portugal. Os vencedores de cada prémio serão anunciados publicamente durante uma cerimónia que vai acontecer no próximo dia 27 do presente mês, em local ainda a anunciar.

Na edição de 2020, o prémio foi atribuído em dois âmbitos: institucional e personalidade. Na distinção institucional, entre 111 candidaturas foram premiadas sete categorias correspondentes aos seguintes critérios: experiência do cidadão, resultados em saúde, integração de cuidados, impacto populacional, transição digital, escalabilidade e replicabilidade – galardão atribuído ao hospital Ovar, com a Escala de Risco Covid-19, um projeto que permite antecipar o risco de infeção pelo coronavírus.

Já em 2019, o hospital Dr. Francisco Zagalo havia vencido a categoria “Cuidados Hospitalares” do Prémio Saúde Sustentável, com o seu projeto de desmaterialização de registos e processos, em curso desde outubro de 2017, designado por HOSP – Hospital de Ovar sem Papel.