Ovar aprova contas de 2019 que revelam “saúde financeira extraordinária”

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O município de Ovar aprovou na passada quinta-feira o relatório contabilístico de 2019, que, com um saldo positivo superior a 1,5 milhões de euros, reflete o que Salvador Malheiro considera “uma saúde financeira extraordinária”. Essas contas ainda terão que ser validadas em Assembleia Municipal, mas o executivo com sete elementos do PSD aprovou o documento em Reunião de Câmara, com os votos contra dos dois vereadores do PS.

“A par de uma elevada taxa de execução e de inúmeros sonhos concretizados, continuamos a apresentar uma saúde financeira extraordinária”, declarou o Presidente da Câmara, Salvador Malheiro. O autarca diz que o mérito também é das “contas certas” deixadas pela anterior gestão socialista: “Sempre reconhecemos que herdámos uma câmara municipal muito bem organizada sob o ponto de vista financeiro. Mas é um orgulho, seis anos volvidos, apresentar hoje este relatório de gestão. Sentimos que estamos no rumo certo”.

Segundo dados da autarquia, “o saldo do exercício é superior a 1,5 milhões de euros, passando de seis milhões [em 2018] para um valor superior a 7,5 milhões [em 2019]”. Mas há outros dados que Salvador Malheiro destaca: “A nossa liquidez geral passou de 1,65 para 2,05, o que corresponde a um aumento de 24%. A liquidez reduzida passou de 1,62 para 2,03 (+25%) e a imediata também subiu de 1,46 para 1,47. A solvabilidade do município subiu de 3,28 para 3,41 e a nossa capacidade de endividamento, que já era elevada, aumentou 23%”.

Leia mais na edição impressa.