Paróquia de Ovar requer apoios para recuperação de arte sacra do século XV

Campanha pretende recolher donativo por volta dos 1000 euros

A Paróquia de São Cristóvão de Ovar está a promover uma campanha de recolha de fundos para recuperar uma imagem de arte sacra que é original do século XV e está danificada há 51 anos, revelou a instituição.

Em causa está uma escultura de Nossa Senhora da Graça, figura cristã a que é dedicada uma capela no centro de Ovar e que o pároco Víctor Pacheco classifica como “um dos mais importantes símbolos do património religioso” deste município do distrito de Aveiro.
A imagem com cerca de 60 centímetros de altura, esculpida em pedra de ançã policromada encontra-se “num estado de degradação profundo e requer uma intervenção urgente de restauro e conservação”, mas o custo desse procedimento é “demasiado elevado para a autarquia o poder suportar sozinho”.

O padre lançou, com este intuito, um apelo à comunidade local e aos seguidores da paróquia na rede social Facebook, no sentido de “reunir donativos que permitam financiar a recuperação da peça” e assim custear uma despesa que, nas empresas da especialidade, rondará os mil euros.

“Para certas empresas de Ovar isto seria um valor quase irrisório, mas o tecido empresarial local não tem demonstrado grande sensibilidade para o mecenato e daí estarmos a recorrer ao público em geral, não só do concelho, mas de outras zonas onde apreciem o património religioso português e a sua arte sacra”, declara Vítor Pacheco.

Leia a notícia na integra na edição desta semana