“Gostava de representar as pessoas e fazer chegar a voz delas para mostrar que há muito a fazer”

Alcino Ferreira, natural do concelho de Santa Maria da Feira, encabeça a lista do RIR pelo círculo eleitoral de Aveiro nas próximas eleições legislativas. A sua candidatura é uma estreia, mas Alcino Ferreira já tem definidas as prioridades do RIR para o distrito de Aveiro, que dá a conhecer nesta entrevista.

Que balanço faz sobre a legislatura que se iniciou em 2019 e terminou no ano transato com a dissolução do Parlamento, face ao chumbo do Orçamento de Estado para 2022?

Tenho a dizer que estas eleições não foram provocadas pelo RIR até porque somos contra estas eleições antecipadas. Uma vez que existem, temos de nos colocar no terreno para mostrar o que são as nossas soluções para uma possível governação. Entendemos que foi mais um erro, ou até uma estratégia pelo Governo do PS, pois vão entrar grandes fundos e, claro, o PS não quer prestar contas às “duas esposas”: o PCP e o Bloco. Isso amarrou de tal forma o Orçamento para 2022 que não houve espaço para negociações. O PS deveria ter tido o bom-senso de manter aquilo que foi a aposta do eleitorado em 2019 e tentar negociar com os seus parceiros. Não o fez, o povo deve ser soberano e decidir os resultados no dia 30.

Que leitura lhe merece a lista de candidatos apresentados pelo RIR de Aveiro?

O RIR teve o cuidado de escolher as pessoas que estão motivadas e dedicadas àquilo que é o distrito em si. Temos pessoas de diversos concelhos do distrito e apresentam uma grande diversificação na sua atividade profissional. Todas as pessoas são válidas com as suas ideias e possuem a vontade de fazer algo melhor.

(…)

Leia a entrevista na íntegra na edição impressa do Jornal N.