Iniciativa Liberal quer acabar com o estacionamento pago na Feira

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

“Com a discussão em cima da mesa do Plano e Orçamento Municipal para 2021, seria uma boa altura para o Município reconhecer o erro que cometeu ao permitir o estacionamento pago no nosso concelho”, afirma a Iniciativa Liberal (IL) de Santa Maria da Feira.

Segundo o comunicado enviado às redações, em 2009 o Município e a P. Parques celebraram um contrato de exploração de estacionamento pago à superfície, com cerca de “800 lugares”, onde cerca de 40% da receita revertia para o Município de Santa Maria da Feira. “Logo em 2010 a empresa deixou de pagar e não pagou até 2015, altura em que o Município accionou uma ação judicial contra a empresa.

Demoraram cinco anos a agir. Experimentem estar um ano sem pagar o IMI…”, lê-se. “Se isto já não era mau o suficiente, no caderno de encargos dizia que a Câmara Municipal podia, com justa causa, realizar a resolução do contrato por falta de pagamento, sensivelmente ao fim de 6 meses. Se isto já não era mau o suficiente, em 2018, o Município chega a acordo com a mesma empresa que esteve 5 anos sem pagar e pior: premeia a empresa com um novo contrato. Se isto já não era mau o suficiente, esse acordo envolveu um perdão de dívida à empresa P. Parques, sendo que foi noticiado na altura que o perdão foi de cerca de meio milhão de euros. E se tudo isto já não era mau o suficiente, foi notícia no início deste ano que a em- presa P. Parques voltou a falhar um pagamento”, conta a IL.

Leia mais na edição impressa