Montenegro defende implementação de um “índice de felicidade interna bruta”

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Candidato à liderança do PSD passou pelo Europarque

O candidato à liderança do PSD Luís Montenegro defendeu na passada segunda-feira no Europarque, em Santa Maria da Feira, a implementação de um “índice de felicidade interna bruta” para medir o bem-estar da população e a situação do país. “Nós estamos em crer que a política tem de ser medida precisamente pelo bem-estar e nós propomos a adesão de Portugal a um novo índice: o índice da felicidade interna bruta (…), que é a avaliação das condições que os cidadãos têm para ter acesso à cultura, ter acesso ao lazer, o tempo que dispõem para a família”, disse o ex-líder parlamentar do PSD, durante a apresentação da moção estratégica com que se candidata à liderança do partido.

Luís Montenegro, que discursava para mais de três centenas de apoiantes, entre eles o ex-deputado Hugo Soares e a deputada da Assembleia da República Margarida Balseiro Lopes, que é líder da JSD, afirmou querer “um PSD virado para criar mais riqueza, mas um PSD virado para criar mais felicidade e bem-estar”.

Leia mais na edição impressa do Jornal N.