Vicente Pinto é o rosto da continuidade em Espinho e promete erguer o Estádio Municipal

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Depois de três mandatos cumpridos por Pinto Moreira, o PSD de Espinho procura dar continuidade a um projeto para a cidade e para o Município que, segundo os sociais-democratas, começou há 20 anos. Vicente Pinto, o “número dois” e “braço direito” de Pinto Moreira salta agora para a ribalta como o candidato dos “laranjas” à liderança dos destinos políticos da Câmara Municipal de Espinho, e pretender dar “continuidade” aos trilhos delineados pelo advogado há 12 anos. A candidatura de Vicente Pinto foi oficialmente apresentada na passada quinta-feira, dia 15 de Julho, pelas 21h30, no Centro Multimeios de Espinho, e contou com vários rostos conhecidos da esfera social-democrata, entre eles Salvador Malheiro, vice-presidente do PSD, Emídio Sousa, o Presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, Silvério Regalado, o Presidente da Câmara Municipal de Vagos, Pinto Moreira, actual Presidente da Câmara Municipal de Espinho e mandatário da candidatura, e ainda de Luís Montenegro, antigo líder da bancada parlamentar do PSD e “responsável” pela introdução de Vicente Pinto nas lides políticas.

Chamado a discursar, Salvador Malheiro ressalvou a total “confiança” dos órgãos nacionais do partido na “capacidade de liderança” de Vicente Pinto. “Estou cá hoje com dois objetivos: primeiro, demonstrar a confiança dos órgãos nacionais do PSD nesta candidatura. Tenho a certeza que o Vicente Pinto vai ser o
futuro da Câmara Municipal de Espinho. Estas eleições são de extrema importância. Está em causa o futuro das nossas gentes, num período bastante complicado, num contexto pós-Covid, onde tudo será diferente. Precisamos de protagonistas experientes e conhecedores. Não há tempo para grandes experiências. Temos o melhor candidato. Temos a pessoa que oferece maior estabilidade a todos os espinhenses” – afirmou o vice-presidente do PSD e
Presidente da Câmara Municipal de Ovar.

Também o actual Presidente da Câmara de Espinho, Pinto Moreira, interveio, sublinhando ser “um enorme motivo de orgulho e satisfação” o cargo de mandatário da candidatura referida. Disse também que o caminho do PSD no município “começou há 20 anos” e que agora “avança para a sua terceira fase, personificada no Vicente Pinto”. “Jamais em circunstância alguma viraria a cara a este projeto, ao PSD ou a Espinho. Estou convosco, aqui, para vencer as próximas eleições. Vicente, conta comigo para te ajudar na luta” – afirmou Pinto Moreira, dirigindo-se ao candidato. Numa nota de despedida dos seus 20 anos de serviço enquanto autarca, no papel de Presidente de Câmara, mas também no papel da Oposição, Pinto Moreira quis ainda deixar uma palavra de apreço
aos espinhenses. “Construí uma relação de cumplicidade e proximidade com os espinhenses. Peço hoje aos espinhenses que não embandeirem em campanhas que não pensam no bem estar de Espinho. Não podemos estar do lado daqueles que votaram contra todas as propostas que contribuiriam para a melhoria da qualidade de vida dos espinhenses” – apregoou, e acrescentou – “O Vicente é de um profissionalismo notável. Só quem trabalhou com ele durante tantos anos consegue avaliar o mérito da sua boa gestão. Não teria conseguido alcançar os meus objetivos e elevar Espinho se não o tivesse do meu lado. Espinho fica bem. Fica mesmo muito bem, nas mãos do Vicente Pinto”.

Voltados os holofotes para Vicente Pinto, e chegada a hora de apresentar os principais pilares da sua gestão no caso de eleição, o candidato do PSD não deixou espaço para dúvidas. Prometeu desde logo a conclusão do Estádio Municipal; um olhar “mais cuidado” sobre as praias e esplanadas da cidade, que configuram um “importante” cartão de visita; a criação de uma rede de parques verdes, outra das “apostas vitais”, com percursos pedonais e ciclovias que liguem cursos de rio a recursos naturais; o candidato tenciona ainda requalificar os centros urbanos de Anta, Paramos e Silvalde, o “coração” das freguesias, fomentando assim “a partilha e alegria” entre residentes. Vicente Pinto pretende ainda que as respostas na Saúde abranjam toda a população, e considerou que o recente encerramento da extensão de saúde de Silvalde é “mais um exemplo da falta de investimento” do Governo. “Vamos assumir novas competências em 2022, e garantiremos que todas as pessoas têm acesso condigno à saúde primária no concelho. A pandemia veio expor problemas como a solidão ou o abandono dos seniores. Vamos melhorar as respostas nesse âmbito, e promover o envelhecimento activo saudável. Iremos trabalhar no reforço das respostas direcionadas à infância e à juventude. Espinho tem apostado certo na promoção do sucesso escolar. A transição digital quer-se para ontem, e estamos mais do que capacitados para o fazer. Queremos uma cidade mais smart, sustentável, com uma forte aposta na mobilidade, no apoio a empresas tecnológicas, capazes de gerar empregos mais bem remunerados. O nosso território e as nossas gentes merecem” – concluiu.