Praias de Ovar recebem Bandeira Azul: contornos do regresso ao mar e à areia

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Época balnear começa já no próximo sábado, dia 6 de Junho

 Está cada vez mais próxima a data que marcará a reabertura da época balnear em território nacional. O dia 6 de Junho simbolizará o regresso dos portugueses aos areais, mas nada será igual. Num contexto de pandemia e de desconfinamento progressivo, as praias nacionais serão regidas por novas directrizes, novas regras e indicações, que resultarão em novos hábitos nos banhistas. Todas as praias costeiras do concelho de Ovar (Praia de Esmoriz, Praia de Cortegaça, Praia de São Pedro de Maceda, Praia do Furadouro e Praia do Torrão do Lameiro) foram galardoadas com a Bandeira Azul – um símbolo da qualidade ambiental, segurança e bem-estar dos locais. No entanto, todo o cuidado continua a ser pouco, se o objectivo de travar o crescimento e proliferação da pandemia for prioritário.

 

Proibidas actividades desportivas com duas ou mais pessoas

No que diz respeito à utilização do areal, existem várias regras que deverá ter em conta. Deverá ser mantido o distanciamento físico de um metro e meio entre utentes, se os mesmos não pertencerem ao mesmo grupo de família ou amigos. O distanciamento estende-se também aos guarda-sóis, que terão de estar colocados com uma distância de três metros entre si. Para além disso, estão ainda interditas as actividades desportivas com duas ou mais pessoas. Dentro deste campo, existem excepções para actividades náuticas, como aulas de surf ou de desportos semelhantes. Em conclusão, este ano não será autorizado a jogar voleibol, futebol ou até as tradicionais raquetes com amigos ou família.

Quanto à ocupação ou aluguer de barracas, em regra, o mesmo só poderá acontecer durante o período da manhã (até às 13h30) ou da parte da tarde, a partir das 14h00. Os toldos e colmos deverão estar separados por uma distância de três metros, e os limites de cada barraca deverão estar distanciados por um metro e meio. Há também um número máximo a respeitar: no limite, poderão estar cinco pessoas em cada uma das barracas.

 

Estado de ocupação será expresso num “semáforo” e actualizado em tempo real

Outra das alterações que a pandemia do novo coronavírus trará aos areais portugueses está relacionada com o estado de ocupação. Este, será anunciado através de uma sinalética “tipo semáforo” que, em semelhança ao que acontece nas estradas, refletirá três cores: verde (sinal de ocupação baixa, 1/3); amarelo (ocupação elevada, até 2/3); e vermelho (ocupação plena, 3/3). A informação que sustentará o levantar de cada uma das cores será actualizada de forma contínua e em tempo real, podendo ser acompanhada na aplicação “Info Praia” e no site da APA. O estacionamento estará também interdito fora dos parques e zonas de estacionamento ordenado.

Quando às restrições impostas à circulação: deverá mover-se em sentido único, respeitando o distanciamento de um metro e meio; poderão ainda ser definidos corredores de circulação, paralelos e perpendiculares à linda da costa.