Reabertura condicionada do Cemitério Municipal de Santa Maria da Feira

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O cemitério municipal de Santa Maria da Feira reabriu no dia 6 de maio, mas a sua frequência está condicionada a algumas regras de segurança. De acordo com o despacho do presidente da autarquia feirense, Emídio Sousa, foram igualmente definidas regras de segurança relativamente à realização de funerais.

As regras que constam no despacho que aprova a reabertura condicionada do cemitério municipal são: o uso obrigatório de máscara; respeito pela distância física mínima de 2 metros entre pessoas; proibição de partilha de utensílios, como baldes e vassouras; apenas familiares estão autorizados a estar presentes nos funerais; a urna deverá manter-se fechada durante os funerais; continua a não ser permitida a realização de velórios.

O mesmo despacho define ainda um conjunto de regras que deverão, obrigatoriamente, ser cumpridas para minimizar a propagação do novo coronavírus, tais como: cumprir com o distanciamento físico, no mínimo de 2 metros, com as regras de higienização das mãos e com a etiqueta respiratória; abster-se de qualquer contacto físico, substituindo os gestos de conforto, cumprimentos e condolências por gestos que não impliquem contacto físico; as pessoas que integram grupos mais vulneráveis, como idosos, grávidas e pessoas com imunossupressão ou doença crónica, devem evitar deslocação ao cemitério e não devem participar em funerais.

As agências funerárias deverão cumprir com todas as regras e recomendações emitidas pela Direção Geral de Saúde. De referir ainda que foi recomendado a todas as juntas e uniões de freguesia a adoção das medidas que constam no despacho nos cemitérios que estão sob a sua gestão.