Concessionárias da EGF reorganizam mais de 78.300 ecopontos

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Azul, Verde e Amarelo é a nova ordem dos Ecopontos, ação deverá estar concluída em fevereiro de 2021

 

A EGF e as suas 11 concessionárias, na qual se integra a Suldouro, estão a desenvolver um movimento de alteração dos comportamentos ambientais. Entre as várias ações planeadas, destaca-se a reorganização dos ecopontos com o intuito de promover a reciclagem junto dos cidadãos com limitações. Os mais de 78.300 ecopontos espalhados pelo país terão uma nova ordem: Azul, Verde e Amarelo, com o intuito de auxiliar todos aqueles que tiverem limitações visuais. A EGF prevê a conclusão desta ação em fevereiro de 2021.

“Não é só uma campanha, é um movimento coletivo e inclusivo” – este é o mote que motivou a reordenação dos contentores dos ecopontos: da esquerda para a direita – azul, verde e amarelo. Desta forma, os cidadãos cegos ou com limitações visuais saberão sempre qual o contentor para cada tipo de material. As 11 concessionárias do Grupo EGF – Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor e Valorsul – já arrancaram com este projeto nas suas áreas de atuação, prevendo concluir a ação daqui a quatro meses. Em simultâneo, a EGF convidou todos os sistemas de tratamento e valorização de resíduos, câmaras municipais e organizações, a adotar o mesmo procedimento, para que seja possível uniformizar a prática por todo o país.

“Com esta ação, não só queremos ter mais cidadãos a reciclar, como queremos que reciclem melhor e para isso temos de ser cada vez mais inclusivos. A campanha – O Futuro do Planeta Não é Reciclável – é mais do que um filme publicitário, este é o maior movimento de sensibilização que alguma vez foi feito, porque juntos poderemos ser o motor de uma mudança necessária e urgente”, afirma Emídio Pinheiro, presidente do Conselho de Administração da EGF.