Rejeitada a proposta para terminar contrato com a P. Parques

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Proposta do Bloco de Esquerda foi rejeitada, no entanto PSD sugere que a Câmara Municipal rescinda o contrato caso a P. Parques volte a entrar em incumprimento

Na passada segunda-feira, 17 de fevereiro, foi levada a cabo a primeira sessão do ano da Assembleia Municipal. Os principais pontos da iniciativa tomaram lugar no período antes da Ordem do Dia, sendo que o Bloco de Esquerda (BE) foi o único partido a propor recomendações para aprovação, entre elas: a resolução “definitiva e imediata” do atual contrato de concessão da P. Parques; o reforço da qualidade e do acesso nos transportes públicos em Santa Maria da Feira e a construção de um parque de desportos radicais.

O início da Assembleia Municipal ficou marcada com a intervenção do jovem presidente da Assembleia de Crianças, Xavier Santos, que apelou a toda a comunidade presente para a concretização de uma parceria com o objetivo de “dar visibilidade e importância” aos assuntos afetos às crianças feirenses. Xavier Santos apresentou assim a pretensão de “encurtar distâncias” entre as crianças e os organismos de decisão política, permitindo a participação ativa de toda a comunidade. “Nós somos Santa Maria da Feira. Queremos fazer parte de iniciativas e implementar ideias no nosso concelho, estamos aqui hoje para mostrarmos a nossa disponibilidade para trabalharmos juntos”, afirmou o presidente da Assembleia de Crianças, Xavier Santos.

O BE trouxe assim a discussão, pela voz do deputado Pedro Ferreira, a temática da P.Parques, com a proposta do término imediato do contrato de concessão celebrado.

Leia mais na edição impressa do Jornal N.