Corsos carnavalescos não saem à rua devido à pandemia de Covid-19

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Os principais corsos carnavalescos do concelho de Santa Maria da Feira não vão sair à rua este ano. Face à evolução da pandemia de Covid-19 e, de forma a evitar os ajuntamentos e promover o distanciamento social, alguns carnavais do concelho irão adaptar-se através de iniciativas online. O Jornal N falou com as entidades organizadoras dos carnavais de cinco freguesias: Paços de Brandão, Mosteirô, Caldas de S. Jorge, Sanguedo e Santa Maria da Feira, para perceber o planeamento alternativo ao tradicional corso de Carnaval e atividades associadas à época.

Carnaval Termas das Caldas S. Jorge celebra-se com concurso online

O Carnaval Termas das Caldas S. Jorge irá dinamizar um concurso promovido pela Comissão do Carnaval das Caldas. A iniciativa consiste em tirar uma fotografia com trajes de outros carnavais. Para a foto ser considerada válida o têm de ser cumpridos dois requisitos. O primeiro é que a foto deve ser tirada na habitação própria, enquadrada na varanda, no interior da casa ou jardim. O segundo requisito é que a foto deve ser enviada para o Facebook do Carnaval Termas Caldas S. Jorge. (…)

Carnaval de Mosteirô sem nenhuma atividade

O Carnaval de Mosteirô, com cerca de três décadas de existência, atrai centenas de pessoas às ruas. No entanto, as ruas da freguesia de Mosteirô estarão vazias este ano, uma vez que o tradicional corso carnavalesco não se realizará. Gil Silva, um dos responsáveis da entidade organizadora, explicou que não vão fazer nenhum evento como alternativa ao corso tradicional. (…)

Juventude de Sanguedo festeja Carnaval com vídeo nas redes sociais

Em Sanguedo, realiza-se todos os anos o cortejo carnavalesco medieval com a organização da Juventude de Sanguedo. Pedro Silva, presidente da associação, explicou que estão a pensar fazer o Carnaval deste ano em formato online. “Será apresentado um vídeo com todos os momentos de carnavais passados nas redes sociais da Juventude de Sanguedo”. Pedro Silva referiu que o impacto da inexistência do Carnaval, da forma “normal”, é negativo. (…)

Associação Cultural do Carnaval de Paços de Brandão perspetiva desfile para o Verão

O Carnaval em Paços de Brandão é também uma realidade com mais de três décadas. O “Carnaval Saloio”, de borla e à antiga, é a base desta grande manifestação popular que inclui a coroação dos reis e a passerelle de figurantes, sempre valorizando o humor e a sátira.

António Sousa, membro da Associação Cultural do Carnaval de Paços de Brandão, declarou que para este mês não está prevista nenhuma atividade para substituir o cortejo de Carnaval. Em julho, Paços de Brandão acolhe a Noite Branca, que inclui desfiles de rua e atuações em palco. António Sousa afirmou que a perspetiva da associação é melhorar o evento, com mais atuações e fazer uma “espécie de desfile de Carnaval no verão”, mas ainda não está nada definido. (…)

Carnaval da Feira fica em “stand-by” devido ao arranque do ensino à distância

O Carnaval em Santa Maria da Feira tem como objetivo envolver toda a comunidade escolar e promover e dinamizar as tradições carnavalescas, apelando à criatividade, imaginação, animação e espírito de associativismo entre a comunidade escolar do concelho. Podem participar quaisquer entidades do concelho, desde associações, IPSS, escolas de ensino público e privado. No entanto, o ano de 2021 fica marcado pela não existência do desfile de Carnaval que envolve a comunidade escolar do concelho.

Cristina Tenreiro, vereadora do Pelouro da Educação, Desporto e Juventude explicou que existiam iniciativas preparadas para o Carnaval, mas neste momento encontram-se em “stand by”. (…)

Leia a notícia na íntegra na edição online do Jornal N.