Segunda-feira arrancam as obras na zona envolvente às Termas de S. Jorge

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Na próxima segunda-feira, 12 de abril, vão arrancar as obras de requalificação da zona envolvente às Termas de S. Jorge. Devido à dimensão desta intervenção e da sua duração, a obra causará alterações e transtornos no quotidiano da freguesia de Caldas de S. Jorge. A Câmara Municipal da Feira já se disponibilizou para receber todas as reclamações e sugestões da população para minimizar, sempre que possível, as dificuldades sentidas.

“A requalificação da envolvente às Termas de S. Jorge é uma obra que causará transtornos no dia-a-dia da população e dos comerciantes, quer pela dimensão da sua intervenção, quer pela sua duração (18 meses) e, por isso, disponibilizamo-nos para ouvir todos os munícipes, para receber as suas reclamações e sugestões, e encontrar, sempre que possível, as melhores soluções para contornar e minimizar os transtornos desta intervenção”, frisou Emídio Sousa, presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, durante uma sessão de esclarecimento realizada esta semana, na freguesia das Caldas de S. Jorge.

O autarca feirense reforça também que os transtornos das obras “são impossíveis de contornar”, mas serão “ultrapassados” pelos benefícios da requalificação que “irá transformar totalmente aquele espaço público da freguesia das Caldas de S. Jorge, tornando-o num local atrativo para uma vivência acessível a todos e para fruição de todos”.

A Requalificação Urbana da Zona Envolvente às Termas de S. Jorge insere-se na estratégia da Câmara Municipal de revitalização de espaços emblemáticos com o objetivo de melhorar a qualidade do ambiente urbano e o bem-estar da população. Com um investimento municipal que ronda os 2 milhões de euros, esta intervenção assenta numa articulação entre o viário, o urbano, o pedonal e a estrutura verde, transformando a envolvente às Termas de S. Jorge num espaço de excelência, gerador de novas dinâmicas onde o peão será privilegiado.

Leia mais na próxima edição digital do Jornal N.