20.ª edição do Imaginarius realiza-se em maio e setembro

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O Imaginarius celebra este ano a sua 20.ª edição e os seus 20 anos de existência, um feito que será assinalado com a comunidade artística local, nacional e internacional, e com os seus públicos, em dois momentos distintos: maio, através do formato digital, e em setembro, no seu palco habitual, o espaço público de Santa Maria da Feira.

A Câmara Municipal de Santa Maria da Feira anunciou a realização do Imaginarius – Festival Internacional de Teatro de Rua em duas datas distintas: de 27 a 30 de maio, no palco digital, e entre 9 e 12 de setembro, no espaço público e nos equipamentos municipais, com o tema “O Mito e a Marca”.

Não podíamos deixar de realizar o nosso Imaginarius, uma referência inquestionável da criatividade e da cultura de Santa Maria da Feira, dentro e fora de portas“, referiu Emídio Sousa, presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira. Vamos fazê-lo de forma estratégica, apresentando uma solução que dá trabalho ao Setor da Cultura, tão devastado pela pandemia, proporciona Cultura às pessoas, e não coloca em causa a saúde pública“. O autarca feirense acrescentou ainda que, em setembro, os espetáculos no espaço público cumprirão com todas as recomendações de saúde e segurança da DGS.

O vereador do Pelouro da Cultura, Gil Ferreira, considera que esta estratégia permite alimentar a esperança de apresentar as atividades presenciais do festival, adaptadas naturalmente ao novo normal, antes do final do Verão de 2021“.  “Temos de ter a coragem de assumir o novo. A transição digital e a transição verde foram os principais objetivos estratégicos deste ciclo de governação para a Cultura”, frisou.

O vereador adianta ainda que o Imaginarius do futuro terá um formato cada vez mais misto, trabalhando a dupla dimensão presencial e digital, atento às potencialidades de alcance e características dos públicos do futuro”. 

A programação desta 20ª edição do Imaginarius, que será apresentada publicamente durante o mês de abril, vai contar com espetáculos da edição passada que não se realizou – um compromisso assumido pela Câmara Municipal da Feira junto dos artistas, no momento em que optou pelo cancelamento da edição devido à COVID-19, tendo inclusive avançado com o pagamento de 50% do valor contratualizado –, e também com projetos resultantes das cinco Chamadas Públicas lançadas pela autarquia: Mais Imaginarius, Apoio à Criação Local, Artes Digitais, Arte Urbana e Filme Documentário.

 Leia mais na próxima edição do Jornal N.