Amassa, amassa – diz a Fogaça

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

“A história começa no sótão dos avós, onde uma menina encontra um pequeno caderninho
em pele e com um fio a enrolar. Claro que não demorou muito até o caderninho ser aberto,
mas não havia nada escrito. Desenhos, tinha desenhos. Só desenhos. A menina, desce a
escadas do sótão e vai mostrar à avó, que lhe diz: ‑ Ah! Encontraste o meu livrinho de receitas.
Só tem aí uma receita. É a receita da fogaça que a minha avó me deu quando eu tinha a tua
idade…”.
Leia mais na edição impressa do Jornal N