Tradição secular cumpre-se adequada aos tempos atuais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Festa das Fogaceiras será assinalada com a Missa a S. Sebastião e a Bênção das Fogaças

Na próxima quarta-feira, 20 de janeiro, Santa Maria da Feira volta a cumprir o voto a S. Sebastião, pedindo proteção ao mártir contra a peste dos tempos modernos, a COVID-19 – uma devoção do povo das Terras de Santa Maria com mais de cinco séculos. A grandiosa Festa das Fogaceiras que habitualmente atrai milhares de pessoas às ruas da cidade, será, este ano, assinalada de forma singela, centrada na Missa a S. Sebastião e na Bênção das Fogaças, na Igreja Matriz, e transmitida nas redes sociais do Município de Santa Maria da Feira.

Não haverá o Cortejo Cívico com mais de 300 meninas vestidas de branco de fogaça à cabeça, enchendo de cor e alegria o Centro Histórico, e não se realizará também a imponente Procissão em Honra do Mártir S. Sebastião pelas ruas da cidade, mas a devoção e a tradição das gentes do concelho vai manter-se com a Missa Solene, às 11h00, na Igreja Mariz, e a Bênção das Fogaças. Este foi o formato possível para que a tradição secular se mantenha e, em simultâneo, sejam respeitadas as diretrizes governamentais e da Direção-Geral da Saúde.

Dado o atual contexto de confinamento, a Festa das Fogaceiras realiza-se numa lógica de representatividade, com a participação de 31 meninas fogaceiras a representar cada uma das freguesias que formam o concelho feirense, do presidente da Câmara Municipal, Emídio Sousa, e do presidente da Assembleia Municipal, Amadeu Albergaria.

Para que todos os devotos, em Portugal e no mundo, possam assistir a esta referência histórica e cultural, toda a cerimónia religiosa será transmitida, em direto, na página oficial do Município de Santa Maria da Feira, em www.facebook.com/municipio.smfeira .

Também o programa artístico e cultural da Festa das Fogaceiras foi afetado com o agravamento da pandemia e o tradicional teatro de revista “@Com.Finados”, pelo Centro de Cultura e Recreio do Orfeão da Feira, e o espetáculo de teatro e recriação histórica “São Sebastião – O Piedoso”, pela Décadas de Sonho, previstos para o Cineteatro António Lamoso, foram adiados para data ainda a divulgar.